2 de set de 2013

Economizar organizando o armário - Saíndo do vermelho #1

Cheguei num período da minha vida que fui obrigada a tomar uma decisão: 
 ECONOMIZAR!
Imagem do Google Images
 Não posso me queixar das minhas condições financeiras porque ela não é maravilhosa e milionária mas também não passo por dificuldades como muitas pessoas no mundo. 
Ou seja, tem gente mais pobre que eu, com certeza!
Mas não é por isso que vou sair gastando por aí, que nem louca consumista, como já fiz muitas vezes no passado. Ainda mais agora que pretendo entrar de vez num projeto pessoal e futuro (que depois contarei a vocês) cujo orçamento precisará de uma recalibrada para tudo se encaixar.
Voltando ao objetivo desse post que é economizar, vou atacar o centro da questão de muitas mulheres vaidosas (como eu) que existem: 
o guarda-roupas!
 Que atire a primeira pedra quem nunca quis andar na moda ou se sentir bem com um lindo vestido. Walt Disney é um FDP pois ele colocou na nossa cabecinha já cheia de angústias, a ideia que para sermos Cinderela basta um belo vestido acompanhado de um sapato novinho de cristal não é??
(risos!!!)
Então a gente estoura o cartão de crédito, compra a prestação, dá um monte de cheques, para termos aquela roupa, aquele sapato ou aquela bolsa. Olhamos o armário e ele está lotado mas, sei lá o que acontece, quando existe uma ocasião especial, cadê roupas? Parece que não temos nada para usar!
Ledo engano.
O armário está abarrotado!
Mas desorganizado. Por isso não achamos o que queremos vestir. Por isso que, como é difícil achar a peça no nosso próprio guarda-roupas, corremos para a loja mais próxima!
O segredo para se vestir bem, gastando pouco, é organizar, desapegar e ter um armário de roupas com peças chaves.
A primeira coisa que a gente tem que fazer: separar um dia só para desapegar!
Abra os armários e tire todas as suas roupas, sapatos, acessórios, bolsas, lingeries e biquines. Experimente tudo e separe as peças que não te servem mais, aquelas que você não usa a mais de 2 anos e aquelas que estão danificadas e que não tem conserto. Tudo isso vai pra doação ou pro lixo!
E não tenha medo de fazer isso com aquelas peças que a gente olha e pensa que a moda vai voltar porque ela até pode retornar mas sempre vem com um jeito mais moderno. Se você ainda tiver dúvida, pense em três coisas:
- Essa peça de roupa reflete a imagem de mulher que quero passar?
- A peça combina com pelo menos outros três itens do meu guarda-roupas?
- Fica bem em mim hoje?
Com tudo desapegado e colocado para doação, é hora de arrumar o armário. 
Antes disso pense na sua vida e na quantidade de tempo 
que você precisa usar certas roupas por ocasião. 
Pense em quanto tempo da semana você trabalha fora, qual o tipo do seu trabalho, quanto tempo você fica em casa, o que você faz dentro da sua casa, quanto tempo você passeia ou pratica seu laser e que tipos de passeios você faz. Assim você pode separar suas roupas por ocasião. Por exemplo, vamos supor que você trabalha fora, numa empresa formal, os cinco dias da semana e que você fique em casa só durante as noites e nos finais de semana. Significa que você terá que possuir mais roupas pra trabalhar, roupas formais, como camisas, calças de tecido ou saias do que shortinhos e camisetas.
Depois de ter isso em mente, separe suas roupas de trabalho, das informais e das especiais para passeios como casamentos, festas, etc... 
Arrume seu armário colocando as roupas de trabalho mais fáceis de serem encontradas, depois as roupas de ficar em casa, depois as roupas para passear e por fim aquelas 
de ocasiões mais chiques e especiais.
Assim tudo ficará à mão quando você precisar!
 Esse é o primeiro post da série de economias, organização 
e ajustes no orçamento doméstico que vou fazer.
Depois falarei sobre a quantidade de coisas que é preciso ter no armário para montar um guarda-roupa enxuto e que serve pra maioria das mulheres!
Fonte para esse post: DAQUI! (clique na palavra)
Beijos
Pin It Now!

17 comentários:

Anônimo disse...

Walt Disney também criou os três porquinhos p entender qual a diferença de poupar, gastar tudo e viver cantando...criou a historia da formiga e da cigarra...e o clássico Tio Patinhas......
Ou seja , o problema não foi Walt Disney.

Adriana Balreira disse...

Isso mesmo, temos que primeiro desapegar das peças que não usaremos mais. Eu faço sempre isso. Assim fica só as roupas que realmente uso. E sempre que compro uma peça, tento tirar umas duas ou três para dar. Assim vai ficando as mais novas dentro do guarda roupa. E cair nessa de guardar roupa porque a moda volta é a pior besteira que alguém faz, pois a moda até pode voltar, mas nunca vem como antes! Aí não dá para a gente usar aquela peça é nunca! :))
Beijos
Adriana

Ana Carla Benet disse...

Ansiosa pelos próximos posts.

Obs: O consumista aqui de casa é o marido. Affão

kkkkkkkkkkkk

Tays Rocha disse...

Eu na verdade tenho quase que só peças básicas, não tenho a menor atração por moda, tenho apenas o necessário de roupas, tipo 1 calça Oxford preta coringa, 02 jeans, 01 Capri e só... Não tenho mais de 10 pares de sapatos no total, rsrsrsrsr. E vario algumas poucas blusas com casaquinhos, cardigans e etc... Mas mesmo assim de 6 em 6 meses, nas mudanças de estação eu ainda enxugo umpouco mais, tiro pra doação as roupas mais batidas, que enjoei, e renovo comprando algumas peças novas. Dessa forma sempre consegui manter os armários em dia também, e conduzo meus filhos da mesma forma, acho bem importante isso de não desperdiçar. Adorei o post, educativo e útil, estava com saudades de vir aqui. Beijos ♥

**Lih** disse...

Olá,

Eu já fui extremamente possessiva com roupas e objetos... passado Graças a Deus!
Hoje desapego sem dó.

Beijos!

Cantinho da Zazá disse...

Oi Lola!
Vivemos em uma época que o consumismo é visto como o "elixir da felicidade". Puro engano...
A "sessão desapego" é mesmo uma ótima terapia, mas tem uma outra coisinha que faço:
Sempre que eu "caio em tentação" por alguma peça nova eu me pergunto: "Eu PRECISO MESMO disso?" e depois saio da frente daquela vitrine e vou dar uma volta.... se aquela peça "ficar mesmo" na minha cabeça eu penso e repenso; mas se outras coisas continuarem a chamar a minha atenção eu falo para mim mesma "amanhã vc volta pegar".... até lá a crise já passou, a "coisa indispensável" nem está mais na minha mente e os compromissos do dia dia acabam evitando que eu volte naquela loja para gastar! rsrsrs
é aquela velha estória... contar até 10...
òtimo post e estarei por aqui acompanhando suas dicas pq, hj em dia, duvido quem não precise economizar!
Bjs e BOA SORTE com seu novo (e aina secreto) projeto!
Zazá

Mari Hart disse...

Lola, definitivamente, não sou dessas! hahahha! E oha que cresci vendo Walt Disney! rs!

Mas trabalhei em loja por 10 anos, fui gerente de vendas, e sei exatamente o que se passa por trás do glamour de uma loja de marca e o qto o produto vale realmente. Por isso tomei asco de consumismo! Sou a rainha da xepa em loja de departamento! hahaha! adoooro! rs! Marido diz que tenho jacaré no bolso, sou pão dura e etc... mas não, sou somente consciente!

Beijos minha linda! Tb quero acompanhar os outros posts!

Lola disse...

Respondendo ao comentário anônimo:
Amore, primeiro que Walt Disney não tem culpa já que fiz referência a um filme dele para dar humor e ilustrar o post. A culpa é da sua professora de português caro anônimo que não te ensinou interpretação de texto. E também a professora de história e literatura tem uma grande culpa porque quem escreveu Cinderela foram os irmãos Grimm e a Cigarra e a Formiga é uma fábula de Esopo.
Bêj!!!

Ana Paula disse...

Lola,
vc é muito inteligente e eu amei o post.
Adorei as dicas!
E qual mulher nunca passou por isso né?
Qualquer dica que acrescente algum tipo de informação e conscientização é sempre bem vinda.
Então a melhor maneira de calar a boca de um idiota é ignorando e não debatendo com ele..
Simples assim!! kkkkkkkkkk

Bjsss

Ah! E estou lokinha pra ver a continuação da série.

Adelaide Araçai disse...

Ei faltou uma coisa...se não vai doar ou jogar no lixo pode também levar para o Escambo da Faniquito e converter em merrecas para o cofrinho....kkkk

Adorei

Abraços

Jô Turquezza disse...

Quando eu trabalhava fora, ganhava bem ..... comprava roupas de grife quase todo dia. Ia muitas festas,usava pouco e logo enjoava e dava para as primas, cunhadas ...
Pura frescura, penso hoje!
Atualmente, sou meio light para roupas, compro algumas com precinho baixo, uso e ela acaba.
E vou assim, tenho só roupa para o meu dia a dia, isto é, não frequento tanta festa (assim mesmo alugo), fico mais em casa. O que tenho muito é biquini pois não saio da praia e adoro vestidinhos leves e sandalinhas confortáveis.
Jeans, uns três de boa qualidade. E economizo para projetinhos (sou aposentada). Continuo desapegando e arrumo meu armário de dois em dois meses .......... doação ou lixo. Ou agora o Escambo rrsrs com peças usadas mas quase novas.
E vamos que vamos ............
Beijos linda!

Eli Martins disse...

Otimo post Lola,
Eu vivia nesse ciclo de comprar, esconder (porque não me achava no armário) e comprar novamente. Cheguei no absurdo de comprar 2 vezes uma mesma peça... pense!
Quando começamos a construir nossa casa a ficha caiu e tive que colocar os dois pés no freio e fui pesquisar sobre organização e orçamento, bem isso, me organizei, me desfiz de muita coisa que não usava e só abarrotava o armário, deixei peças coringas.
Hoje faz 1 ano que nao compro nada significativo, um ou outro acessório e me viro bem.
Vou esperar pelos seus proximos posts.
Bjsd

Luciana Aragão disse...

bom, é por isso que entrei na onda de customização de roupas...até gravei aquele vídeo de customizaçàqo com tachinhas em roupas ( não sei se vc viu) mas estou nessa onda faz tempo!!! Customizo muitas roupas minhas!!!

bjs

Lilian Carnot disse...

Meu caso, guarda roupa lotado e não tenho nada pra sair.
Será que consigo fazer isso?
Vou começar a me preparar, DESAPEGO, JÁ!!!!!!

Fernanda Reali disse...

Quero acompanahr a série Economias da Lolita. Eu não uso cartão de crédito, nao compro nada a prestação, não faço crediário, compro pouquíssimas roupas e sapatos. Sou muito básica, demais até. Gostaria de ser mais fashionista, mas moda não me atrai.

Penso que nunca uma blogueira deve aceitar comentários anônimos, para não poluir seu blog.

Beijoooooo

Lenira Luz del Sol disse...

Ana Beatriz,adorei a postagem.Li de madrugada no smartphone e adorei.Mas não consegui postar um comentário.Mas agora estou no computador e fica mais fácil postar um comentário.Concordo com você e também desde pequena gostava de roupas e sapatos e queria ter um guarda roupa cheio e sonhava quando eu trabalhasse me encher de roupas e sapatos.E me inspirava,não só nos contos de fadas,mas em moças de carne e osso,como minhas primas e uma vizinha que trabalhavam e podiam comprar as roupas e sapatos que quizessem.Minha vizinha chegou a ter perto de cinquenta vestidos e acabou doando muitos para uma moça que não tinha tantos.Eu as achava lindas e elegantes e sonhava um dia ser como elas.E já tive tantasroupas que meu marido chegou ao ponto de comprar um armário só para as roupas dele.Agora estou assim,como você,desapegando e doando o que não uso para quem precisa.Penso até que se às vezes compramos algo e não usamos é porque aquilo estava destinado a aluém que talvez não possa comprar e portantodevemos doar.Com isso não quero dizer que as pessoas devam esperar que caia do céu e esperem viver de doações,mas sim que de alguma forma alguém que possa no momento estar necessitado vai fazer muito bom uso do que simplesmente compramos por impulso ou que já não queremos mais.Quanto a você Sr ou Sra Anônimo,vá procurar o que fazer,estude mais e principalmente procure ler um manual de boas maneiras e deixe de falar bobagens.Por isso meu blog tem moderação de comentários e não admite comentários anônimos,para gente,que não tem coragem de se mostrar falar merda.Faço moderação em respeito a mim mesma e aos meus leitores.Críticas aceito sim,como a Ana também aceita,mas que sejam construtivas e não por simplesmente criticar.Em outras palavras,vá procurar o que fazer,se não tem vai catar coquinho na praia.

Fernanda disse...

Lola, eu tb careço disso...sempre faço limpa, mas as roupas dão cria aqui:(
Eu preciso me organizar melhor, que por incrível que pareça uso 30% no máximo.
Sapatos uso tudo...
Bolsas? Buaaaaaaaaaaa nao quero abrir mão.....
Que tu acha?