4 de nov de 2011

Falando sério agora....

Sou dessas que amo rir de tudo. Palhaça mesmo! 
Quem convive comigo pessoalmente e virtualmente, seja por aqui, pelo twitter 
ou pelo facebook, sabe bem disso. Mas hoje quero falar um pouco mais sério, falar mais da vida virtual, que também se confunde com a real e até deixar aqui um questionamento.
Faz quase dois anos que blogo adoro fazer isso.
Minha inspiração veio de um filme, famoso até, e depois através de outros blogs já antigos e tão deliciosos quanto tal filme. Através disso tudo descobri um novo canal de entretenimento,
 aprendizado e desabafo: blogs e redes sociais.
Quem me conhece, repito, sabe que, quando estou triste, chateada ou com raiva de algo, corro para a internet para jogar meus bichos por aqui, seja em forma de brincadeira, seja até 
em forma de solicitar conselho...e tem dado muito certo até então!
Mas algo está acontecendo nos locais virtuais que frequento e estou meio confusa, não entendo o porque. Parece que há um vírus, não de computador, mas um vírus do mal contaminando 
esses canais que me ajudam tanto!
Considero que fiz amizades. Amizades queridas, que conto um monte de coisas. Amizades mais leves, que aprendo e tento mostrar algo de bom também! E eu prezo muito todas elas! Acontece que, eu também sou gente e fico magoada com certas coisas. Também respeito as pessoas e sei que cada um tem seus problemas pessoais e seus próprios pensamentos. Eu mesma já tive que dar um tempo no  blog e perfis por causa de problemas pessoais, mas sempre relutei em acabar com eles de vez.
Mas voltando ao âmago da questão: o que me chateia é ser colocada no mesmo saco de quem não merece consideração alguma!
Não sou perfeita. Tenho incontáveis defeitos. Mas procuro fazer o que posso para sempre estar por aqui, dar uma palavra de carinho, alegrar a mim e a quem me lê ou me acompanha. Quando vejo um blog fechar, uma amiga sair de sopetão do mundo virtual e do meu contato, 
logo penso, mesmo sabendo que nada fiz de errado:
"Ai modeusu...kikofiz????"
Sou complexada? Talvez. Mas infelizmente penso que fiz algo que chateou a pessoa. É como um primeiro instinto entendem? Chega a ser irracional porque, muitas vezes, faz dias que nem vejo ou entro nas redes sociais, então como posso ter feito algo não é? Só que aprendi a ser assim: a me julgar primeiro antes de julgar os outros. Porque é muito feio sentar no próprio rabo né não? Então reflito, penso, vejo se falei algo mais estranho, se tive algum comportamento pior...sei lá! 
Daí quando tiro essas dúvidas todas comigo mesma, e vejo que nada tenho a ver com a decisão da pessoa, me vem a inevitável pergunta: mas se não fiz nada, porque fui colocada no mesmo saco de quem fez?
O pior é perceber que gente ruim no mundo existe sim, mas se formos comparar com o número de pessoas melhores e boas, é até rídiculo! Como diz aquele lindo comercial da Coca-cola: Os bons são maioria!
Enfim, me entristece ver um blog fechado, a pessoa sumida das redes sociais e incomunicável. Me magoa ver que a pessoa não fala mais comigo no twitter ou no face. Não vou falar quem é ou quem são porque muitas pessoas do mundo virtual já fizeram isso, foram e voltaram, portanto a minha reclamação é geral! Estou a mais de dois anos por aqui e não foi uma nem duas que acabaram desse jeito...foram várias.
Na verdade nem é reclamação...é uma reflexão.
Vamos separar o joio do trigo meu povo!
Quem é amigo de verdade, quem é bom, quem é maioria, não merece ser colocado no mesmo rol de quem perturba, manda mensagens anônimas, conta mentiras sobre sua vida na internet, finge tristezas nas Redes Sociais, faz fofoca aqui e ali...
Todo mundo tem direito de ficar de saco cheio de tudo. De dar um tempo nos blogs. De esquecer o computador por um tempão, para viver sossegado sua própria vida. Mas acho que sumir sem deixar a porta aberta para quem ama a gente de verdade é querer se colocar como um eremita envenenado por quem queria isso mesmo! Ou seja, fazer isso é dar como vencedor quem agiu com a pior das intenções!
Eu posso ser xingada, pisada, hackeada, enganada, mas nunca vou deixar de saber quem são as pessoas que realmente gostam de mim. E jamais vou colocá-las no mesmo lugar e dar-lhes a mesma importância para um idiota qualquer que só quer ver minha falência!
Vamos parar de nos contaminar com as maldades de quem quer que seja!
Que tal mostrar para quem anda espalhando coisas ruins por aí que ele ou ela está é 
falando sozinho, porque não afeta em nada!
Quer arma mais letal que essa, a indiferença???
Já tô com ela em punho!
E você?

Pin It Now!

27 comentários:

Tuka Siqueira disse...

Penso exatamente assim! Trato com indiferença quem me magoa ou fica fazendo intriguinhas.
Só me preocupo que as amigas pensem que estou sendo indiferente quando dou minhas sumidas de vez em sempre. Ainda não tenho um computador pra chamar de meu e por isso fico tempo sem postar nada, sem trocar figurinhas nas redes ou de comentar nos blogs, mas quem já me conhece, já ouviu esse meu lamento, então sabe do que se trata.

Abraços!!!

Elaine Gaspareto disse...

Querida,
Clap clap clap!!!
Você expressou exatamente o que senti e sinto. Achei que era maluca em ficar me perguntando se fiz algo... repassando minhas palavras... porque se nos colocam todos no mesmo balaio dá o que pensar, né?
E o pior é que em certos casos a pessoa não retorna email, ignora telefonema, ou seja, te exclui do modo mais definitivo e infantil. E ser ignorado é ruim...
Já vi isso acontecer, já vi muito. E por mais que veja, ainda me dói.
Fico pensando se todas as palavras de amizade foram ditas da boca pra fora...
Eu, hein!

Beijosssss

Telma Maciel disse...

clap clap clap clap clap clap clap
Eu vivo a seguinte pressão: tenho minha vida real complicada por fatores reais que não vem ao caso. Só que minhas complicações passaram para a vida virtual, querem me afetar aqui tbm. Ah... va fan culo, né!!!!! Eu fico de saco cheio, mas vão ter q fazer mto mais do que fazem hoje pra me tirar daqui!
E eu tbm fico extremamente chateada qndo pessoas que aprendemos a amar somem por picuinhas alheias! Pq tem um alguém na rede - uma rede que inclui tanta gente amável - que simplesmente não é feliz e não quer q mais ngm seja!
A internet é pior que a vida real nesse sentido: se sou mais sua amiga, alguém se morde de ciúme e me 'maltrata' anonimamente!
Se esconder atrás de um anonimato pra magoar as pessoas é fácil. Quero ver é vir aqui suportar as minhas dores REAIS!
Da internet SEMPRE guardarei amigas que RECONHEÇO VERDADEIRAS!
Ufs... vc sabe que aqui vão entras vários posts no lugar de comentários, né? Agora aguenta! rs
Beijo

Falou Tchau disse...

Lola,

Vc fez um desabafo que acho que são de muitas por aqui... nós ainda somos meio que "novatas" no meio mas já percebemos que exitem certas intrigas e até mesmo preconceitos... mas já percebi que existem pessoas excepcionais que não precisamos nem olhar nos olhos pra sabermos quão gente boa são.
Dão bom dia, correspondem, respondem e qd não podem a gente entende que é pq não deu, ou não teve oportunidade, ou pq simplesmente não estava com inspiração naquele momento.... acontece com todas nós!!!
Mas vamos aguentar firme, o prazer de dividir o que de melhor temos tem que ser maior que qualquer dificuldade ou indefereça!!!
Valeu pelas belas palavras.

Um grande Abraço...

Falou Tchau

Carine Gimenez disse...

Post certo na hora certa.
Ou aprendemos a lidar com a maldade alheia ou viraremos ermitões.
Jamais permitirei que alguém me enclausure do mundo,que conduza meus passos. Sou senhora de mim.
Beijos.

Fabiana disse...

Lola!!!

Também preciso te aplaudir!
CLAP! CLAP! CLAP!

Penso exatamente assim como vc, sem por nem tirar... e ainda assino embaixo de cada comentário antes do meu...

Valeu!!!

Hoje a poucos minutos coloquei esse mesmo texto: "Os bons são maioria" no blog...

Bjos, Fabi

Andreia Lica disse...

Lola,

Pelo que entendi, aconteceu algum baphao, que perdi...estou correndo com um monte de cosias por aqui, mas entendo bem o que vc diz...não sei o que leva as pessoas a fazerem comentários maldosos, nem a mandar comentários anônimos falando mal de alguem, ja recebi alguns comentários desses, mas só posso julgar alguém se realmente conhecer, fora isso não dá.
Entendo seu desabafo...é duro ser colocada num saco de julagados e encerrados sem mais nem menos né? Mas posso dizer uma coisa? Quem julga ou aponta um dedo, tem sempre 3 apontados para si, quem muito julga, tem muito a esconder, pois prfere falar da vida alheia para esconder a sua...não ligue, vc é maior e mais vitaminada que tudo isso.

Bjão

Anna Lucia disse...

Oi Lindona,

adorei o post!
Nossssssa, depois de meses consegui ler um post inteiro!!!! Vc conseguiu me entreter!
Parabéns, adorei!
Deixei comentário lá no Fb,

Ótimo final de semana!
Beijos!

Tays Rocha disse...

Lola, Lolita... amo te chamar assim e nem sei se vc gosta ;o) mas se não gostar miame igual tá? kkkk. Vou fazer post tá? rsrsrsr

Como diz você, falando sério... concordo contigo em praticamente tudo, comentei com a Iara no FB que esses últimos dias eu entrei no TT e saí sem falar com ninguém por 3x, porque só o que presenciei foi stress, e alfinetadas, indiretas (não prá mim). Há um tempinho atrás eu tive uma imensa, gigante e grotesca vontade de largar tudo, fechar tudo e pedir à TeC que eu virasse colaboradora do blog oficial apenas, mas daí pensei exatamente nisso que vc está falando, é justo que eu abandone tudo que gosto por conta de uma minoria frustrada que descarrega na gente todas as suas mazelas? Pensei no meu trabalho, em mim, em vocês que gosto. Sim!!! Eu gosto de muitas de vocês, de verdade! E faço o possível prá demonstrar isso com carinho e retribuindo com a confiança depositada, com respeito. E ao invés de fechar, eu fiz o contrário, eu limitei mais o meu círculo de amizades e convívio, eu fiz uma nova escalação das pessoas prá mim, em grau de confiança, afeto e importância. Uma outra coisa que percebo, TODAS me lixando em 3,2,1... Vaidade, ego... nada nessa internet é de ninguém, a não ser o conteúdo que vc produz como textos ou peças, receitas e fotos, mas inspirações, links, aplicativos como mosaico, apps, instagram e pinterest... minha turma de scrap usa esses recursos nos blogs delas prá desafio há mais de 3 anos... rs. Acho absurda coisas que vejo, competições, eu fiz, eu trouxe, eu descobri... e brigas por isso... não aguento com isso. Vi discussões essa semana por conta disso e ri, eu ri, porque é RI-DÍ-CU-LO vc querer os créditos por algo que não é seu. FIM

Fora os ataques anônimos, as maledicências, e etc... Tudo isso que citei aqui são um conjunto de fatores que ao meu ver estão destruindo uma coisa que poderia ser boa, eu gosto muito daqui, mas ultimamente não troco o Toy Story com o Leo, a Galinha Pintadinha com a Mariana e nem assistir um filme namorando com meu marido prá ficar aqui ouvindo certas coisas.

Se muita gente ao invés de ficar julgando os outros, fazendo picuinha, infernizando a vida alheia, estivesse fazendo um bolo gostoso, um sexo tudibom ou pintando uma caixinha... vixe, tudo seria beeeeeeeeeem melhor né?

E eu sou meio encanada como vc, fico sempre pensando, foi comigo? Porque né... tenho trauma...

Beijos lindona ♥

Luci Cardinelli disse...

Eu concordo com quase tudo que foi dito no post e comentários.
Fico triste tb, mas não só com as pessoas q fecham blog e tal, mas muitas te cativam e somem, e aí? Quem fechou o blog e twitter, está no FB. Sobre não responder email e fone, talvez pq nesse momento corre um mundão de gente prá pessoa e ela prefira ficar quieta um pouco ao invés de ser bombardeada com perguntas de todo lado.
Eu tanto penso nas pessoas que gosto e sei que gostam de mim de verdade que mesmo saindo, deletando, sempre voltei e agora eu tiro as pessoas da minha vida. O twitter é um exemplo, não faço a mínima cerimônia em unfolar, nem gente que todo mundo quer seguir, que é isso ou aquilo.
Sim, porque tamos cansado d saber que um monte não concorda com as coisas, fala de pessoas, mas fica lá babando na frente d todo mundo. Esse é um dos motivos que fui me afastando d mta gente, se faz isso com os outros, será q não faz o mesmo comigo?
Fico triste porque muita gente que gosto se afastou por cta da fofocaiada que tem por aí. As pessoas tão mais preocupadas em falar dos outros , em agredir, em aparecer, tá cheio de lobo em pele de cordeiro. Isso para elas é felicidade e diversão. Meu conceito é bem outro. Vejo as pessoas magoando as outras em troca de nada, muito triste isso.
Blogar prá mim tem que ser alegria, prazer e hoje é tanta coisa que a gente vê e lê que tem hora que desanima e muito.
Porém o jeito é ir aprendendo a se poupar, a filtrar, porque a tendência é só piorar.
Lola, as pessoas dizem eu te amo, ti adoro com muita facilidade, só com o tempo e convivência descobrimos realmente o que é sincero, quem é importante prá nós e quem se importa conosco. Escrever e falar é fácil, são nas atitudes que vemos quem é quem. Muitas vezes acham q eu nem tou no Tuí, e eu tou só observando...

beijo querida!

Adriana Balreira disse...

Tô igual a Andreia, aconteceu algum baphão grandão e eu não estou sabendo e/ou ainda nem me toquei se houve alguma coisa. Mas que eu amei o seu desabafo amei. As vezes tmb me pergunto se magooei alguém ou disse algo que não era para ser dito. E o pior, é que sou tão inocente que não percebo o que ou quando está acontecendo a confusão!! kkkkkkkk
Beijos
Adriana
Ps.: Nem se preocupe que euzinha aqui nunca vou deixar de falar com vc, sabe que te adoro muito!!!

Valérie Roberto disse...

Mais uma desinformada por aqui rsrsrsrs...

Eu penso que todo mundo tem um dia ruim. Na vida real ou na vida virtual, sempre temos um dia que não estamos bem e outras coisas se acumulam e daí acaba em baphão.

É aí que eu aprendi uma coisa legal: diferenciar o que exatamente pertence a mim e o que não pertence.

Esta semana estava o maior stress no trabalho. Eu uma amiga discutimos horrores e depois ficamos bem. Porque entendemos que era nervoso e não pessoal.

Tá faltando isso na net.

Ainda bem que eu não passei nem perto do baphão!

Me manda a foto do paninho de cupcakes para eu procurar para vc!

beijão

Lúcia Soares disse...

Lola, por isso, quando fechei meu blog (mesmo sabendo, no fundo, que era temporariamente), dei uma satisfação, comuniquei, expliquei e ponto. Hoje é que andei deletando uns posts (na verdade, coloquei-os em rascunho, para possivelmente editar, algum dia), mas ate´ontem, quem entrou na minhapágina encontrava lá um agradecimento meu, aos que me acolheram quando me despedi. Também não gosto muito de "querida", "amor", "mil beijos", "adorei te conhecer", e tantas coisinhas mais. Sei lá, demora um pouco pra gente ficar íntima, não?
Enfim, acho que cada pessoa que deixa um blog tem seu motivo (ou seus motivos, mas a porta tem que ficar aberta, para os verdadeiros amigos que ficaram.

Celina Dutra disse...

Lola, moça guerreira,

Sou nova nesse mundo! rsrs Devezemquando dou de cara com desabafos parecidos com o seu. Sabe, acho que não me levo muito a sério, nem na vida virtual nem na real! Fazer o quê? Levo minha vidinha no meu canto e no canto de gente que gosto, como sempre levei minha vida real. Quando percebo que, embora querendo bem à pessoa, sinto que o querer bem não é correspondido, simplesmente me afasto, mas não saio fofocando. Ajo assim porque é chato quando seu santo não bate com o de alguém e esse alguém insiste em estar perto.
Podexá, o dia que for abandonar blog e twiter vou avisar todos aqueles que sempre me retribuiram o carinho com que cuido delas. rsrs Você é uma delas.
Girassóis nos seus dias. Beijos.

Josiana Leite disse...

To nessa também estou muito triste sou nova aqui talvez seja por isso o baque tenha sido grande, um dia tava feliz no outro fiquei sem chão, acho que cada um tem sua história, que cada um seja feliz com ela.

Turquezza disse...

Oi Lola!
Não estou sabendo de "bafo" e nem quero saber, não rola sabe?
Acompanho seu blog não tem tanto tempo, mas gostei de você.
Para mim é assim: se sou bem tratada fico junto, se não, parto para outro lugar.
Internet é igual à vida: tem gente bacana (que está sempre junta e incentivando, elogiando sinceramente), tem gente chatinha que só vem para implicar (mas a gente nem liga, deleta e sai fora) e por aí vai ........
Não fique triste, porque tem muito mais gente que gosta de você do que as que só vem para "encherlinguiça"rsrs
Um lema: os cães ladram e a caravana passa ........ É forte, mas é preciso!
Estou sempre por aqui e de braços abertos para você lá no meu canto também, tá?
Beijos.

Rosana Cumpri disse...

Lola,

Penso como vc.O que foi que eu fiz????? Não tenho blog mas visito centenas...todos os dias meu reader me avisa de posts novos e sempre que sobra tempo corro saber as novidades e fico triste na hora que encontro uma "carta despedida" principalmente quando, mesmo sem conhecer, acho a pessoa legal, espontânea, divertida e altamente profissional (mesmo sendo hobby) naquilo que faz.
Cada um dá os motivos que quer para explicar determinadas atitudes e cabe a nós aceitar ou não...no nosso caso não estamos aceitando pq não combina com o perfil de quem conhecemos.
No fundo acho que nós mesmos somos culpados. Escrevemos aqui, postamos fotos, trabalhos, crochezinhos e tal...e cada um interpreta como quer. Já acreditei em amizade de quem apenas era cordial e educada.
O interior de cada um é que manda. Quando alguém toma uma atitude como essa...radical, com certeza o problema é maior do que ela mesma possa explicar.
Não era isso que eu gostaria de ler..essa despedida em tom de nunca mais, porém no momento era só isso que poderia sair...talvez um nunca mais já se fazia presente e a gente não percebeu.
Ah e outra coisa....presta atenção...aquele olhar sempre foi triste.

Um beijo
da Rô

Jurubeba disse...

Quando li esse post mais cedo, me programei para comentar quando estivesse em casa.
Eu sei que sou uma das mais ausentes ultimamente, mas tenho motivos, né?
Por isso li e reli seu post e os super comentários para poderemos entender o que aconteceu.
Mas, sabe de uma? Estou boiando... E talvez seja melhor ficar assim mesmo...
Adoro o blog, o twitter e as pessoasque conheci nesses quase 2 anos. Acho que meu bom senso e meu coração me ajudam a me guiar nesse mundo virtual.
E sempre vou confiar neles quando for tomar alguma atitude.

Quero aproveitar e deixar um beijo para Lola, pois nossa interação diminuiu desde que cheguei aqui nos EUA, e posse guarantir que tenho milhões de motivos para estar menus presentes, mais ZERO para gostar menos dessa grande mulher.

Beijos.boiando.com ;)

Jurubeba disse...

Desculpem os erros, mas odeio esse recurso do IPad de auto-complementar a palavra que estou digitando... Ô que dificuldade! rsrs ;)

Cinderela Descaída disse...

Não entendo alguém perder tempo para falar mal de outros em blogs...é muita falta do que fazer.
Críticas construtivas, legal, mas grosseria?
Se não tenho o que acrescentar, não o faço. Mas não desmereço ninguém.
beijo,

Pepa disse...

Lola, ai que bom que não estou sozinha no "ai Meu Deus o que foi que eu fiz", srrsrs mesmo não tendo culpa, e disso tenho certeza fico me perguntando : Será que fiz ??

Prá falar a verdade, vou ficar quietinha hoje, você já falou tudo mesmo , rsrsrs

Bjus 1000 minha gata desbocada

Fernanda Reali disse...

Eu não aguento uma pessoa deletar conta de twitter, facebook ou blog. Para quê??? No meu íntimo, me sinto expulsa da vida da pessoa com um pontapé na bunda.

Se a pessoa está num momento que precisa ou deseja ficar offline, que fique. Ponha um recadinho, avise que vai dar uma pausa.

Agora assim do nada, fechar, deletar, excluir, não aguento. Me aborrece demais, me decepciona demais.

bjs

Renata disse...

Oi Lola!
Olha, eu muitas vezes também acho que fui eu que fiz alguma coisa errada...fico imaginando que posso ter dito algo que a pessoa entendeu como grosseria...
Não sei o que foi que aconteceu, também não acho legal a pessoa sumir assim, mas vai saber o que está se passando na cabeça dela? De repente pirou, brigou com o mundo, vai entender.
Mas não fique triste. Para uma que se fecha e some outras tantas desabrocham e aparecem!
Beijos, Renata
palpitandoemtudo

Roberta M. disse...

Bom como fechadora do blog venho dar minha opinião, eu parei de escrever no blog por falta de desejo e por falta de desejo nao há o que contestar, depois aconteceram coisas que me fizeram tb perder o desejo de visitar, fazer uma social, mas com todos, nao com pessoas específicas, afinal, durante todo esse percurso, foram essas pessoas que conheci, que me incentivaram mais e me sempre me ajudaram!! As vezes realmente precisamos de um tempo, só isso, nao sei o que houve com vc em particular Bia, mas acredito que as vezes é só realmente uma pausa que precisamos!! Beijocas

KK Pache disse...

Lola, não sei qual foi o babado, mas penso como vc, e me pergunto O que foi que eu fiz? Tb compreendo o outro lado, mesmo pq passei por isso 2 meses atras, mas decidi não excluir nada, apenas precisei de um tempo off line pra me recompor de tanto diz que me diz. Aprendi que algumas pessoas nos tratam como se fossemos descartáveis e te usam até o quanto lhes convém, fazer o que né? Azar delas que não souberam valorizar uma amizade.
Bjs e ótimo fds

Indy disse...

Oi Lola.
Você disse tudo.
Mas o que pra mim pesa muito , é que ainda acredito em toda linda história contada nos blogs, e isso não é bom, pq muitas vezes é tudo balela...papo pra boi dormir.
Mas sei lá.... prefiro ainda acreditar nas pessoas, e como vc, acreditar que existem muito mais pessoas legais do que não. Beijinhos e um lindo final de semana

Elaine Tasquim Biason disse...

Oi Lola, que delicia ver que nao estou sozinha nas minhas loucuras... rsrsrsrsrs
Concordo com vc e digo mais, acho que vivemos num mundo adulto e isso é coisa de adolescente, devemos conversar exclusivamente com a pessoa envolvida, resolver ou nao a pendencia e seguir em frente.
Ficar de chororô na net só tras mais mágoas e questionamentos, essa é a minha opinião.
Converse com a pessoa, exclareça com ela, delete, de unfolow, faça oq quiser e continue sua vida, sem excluir pessoas que te têm estima...
Beijos querida!!! Adoro te ler, nem sempre comento pq sou louca mesmo, kkkkk