26 de out de 2010

Mãe 2X

Outro dia li o depoimento maravilhoso de uma amiga da internet, a Lilah, que escreveu em seu blog um POST sobre as alegrias e surpresas de ser mãe de 5 filhos! Perguntei a ela se me autorizava a fazer um post parecido e ela disse SIM! Uhu! Primeiro gostaria de dizer o porque de ficar feliz com a autorização da minha amiga: porque falar de filhos é a coisa que mais gosto! Eles são meus amores incondicionais!

1 vez mãe
Demorei para engravidar. Aliás, tinha todos os problemas fisícos e psicólogicos para não engravidar! Tenho endometriose, aderência em uma das trompas, companheiro com varicocele em um dos testículos e um medo enorme de errar, de não dar conta, de trazer alguém ao mundo e não conseguir amparar! Thi provou que tudo que estava contra estava errado. Fiz tratamento, inseminação, tomei hormônios, fiz fertilização em vitro, companheiro operou, fiz cirurgias e mais cirurgias. E ele veio da forma mais natural possível: de uma noite calorosa de amor! Thi é meu velhinho. Não por ser o mais velho, mas por ser sábio mesmo tão criança! É incrível como seu coração consegue ser maior que seu corpo gordinho! Thi sabe o que é certo e o que é errado antes mesmo da gente informá-lo sobre a regra das coisas. Não tem preconceitos. Tem amigos de todas as cores e de todos os bolsos. Incrivelmente, gosta de todos, mesmo daqueles que tanto o magoam, por ser uma criança obesa e com pouca audição. Encho-me de orgulho quando lembro que falou com tão pouca idade, mesmo não ouvindo quase nada! Um lutador, eu diria! Alguém que venceu a própria limitação, com uma coragem incrível! Como não olhar para aquele rostinho grande e bochechudo e não abrir um sorriso? Como não encher os olhos de lágrimas quando lembro que, ao me ver chorar tantas vezes, seus próprios olhinhos castanhos se enchiam de lágrimas ao me abraçar e dizer como um velho adulto maduro: "Não chore mamãe! Eu estou aqui!"

2 vezes mãe
Ele chegou tão rápido que quase não acreditei! Num piscar de olhos, num simples desejo de uma segunda gravidez, lá estava eu, enjoando e dormindo muito e com uma suspeita martelando na cabeça: "Será possível eu estar grávida tão facilmente?" Sim! Ele estava lá! Nasceu tão bonito que parecia uma bonequinha! Esperto, dormia direito e não me deu trabalho algum! Nem cólica o Rô tinha! Digo sempre que ele não é desse mundo. Talvez seja a prova viva de que crianças indígo existem, porque Rô tem uma inteligência assustadora! Aprende tudo com uma rapidez matemática que dá medo. Desenha como um artista! Faz histórias como um artista! Devora livros e tem idéias malucas demais! Uma hora quer ser cientista. Outra, escritor. Outra, construir pontes e aviões. Ultimamente quer ser cineasta. Pretende fazer um desenho onde o personagem salva o mundo, mas também tem fraquezas...como ele admite que também as tem. Rô quer ser sempre líder e sabe liderar. Dita regras, inventa jogos! Tem um humor incrível e sabe tirar sarro de si mesmo! Ele é tão parecido comigo que entramos em conflito muitas vezes! Mas, mesmo bravo, Rô sempre me brinda com um "Desculpa mãe! Não sei porque eu sou assim! Só sei que você é linda!"

Meus filhos são a melhor experiência e aprendizagem da minha vida!
Pin It Now!

16 comentários:

Leticia disse...

Lindo o seu post!!! Preciso encaminhar para uma amiga que deseja muito ser mãe... e tá com probleminhas...
Beijos
lelê

Lilian Britto disse...

Ah, que delícia que é ser mãe! Tbem sou mãe 2 vezes, rs, de uma menina e de um menino. Meu filho caçula tbem é especial demais! Desses meninos carinhosos, e me fala incontáveis vezes por dia que me ama...
Acho mesmo que nasci para ser mãe sabe...
Beijos, boa semana =*

Barbie Girl disse...

Ah meu Deus que post mais emocionante, cheio de vida, amor, aprendizado e superação!
Parabéns por ser uma mãe genial, pela sua fé, garra e dedicação!
Que Deus te abençoe vocês cada dia mais!

beijinhos :)

Bell disse...

Tbem sou mãe duas vezes amiga...e, existe coisa melhor?? É o que me deixa mais feliz e com força pra continuar, qdo o mundo está desmoronando! Belo post, amei!!

Beijos

Andreia Lica disse...

Me emocionei com seu post...muito lindo, muito, fofo, muito amor incondicional...sou mãe 3 vezes e aprendo com cada um e com suas diferenças. Parabéns por falar assim de modo tão claro e franco. Sem medo de se expor.

Bjão

Tays Rocha disse...

Lindo Bia, ser mãe, ter filhos e falar deles é tão bom... e a gente se emociona tanto, com as nossas histórias, com as histórias dos outros... Estou vivenciando isso agora, tudo novo, observando semelhanças, diferenças, reaprendendo a ouvi-los e entende-los, principalmente a Mariana, ainda tão pequena, mas é tudo compensador e uma delícia.
Beijocas amiga.

Betty Gaeta disse...

Oi Bia,
Parabéns pelo post. É minha primeira vez aqui e já estou emocionada.
Tb sou mãe, mas só uma vez.
Seu blog está muito lindo e eu estou seguindo vc. Vou ficar muito feliz se vc me visitar e tb me seguir.
Bjkas e uma ótima 3ª-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Lilah disse...

Que lindo!
Amei ver vc escrevendo sobre isso. Seus filhos são lindos e que coração enorme tem o Thi, hein?
Beijos pros dois!

Betty Gaeta disse...

Obrigada por ter retribuído a visitinha. Adorei!
Bjs

Blog da Fatima disse...

Lindo o Post..
Só queria saber qual a idade hoje dos bebês!!!
Pelo jeito já são grandinhos pois sabem bem o que querem e o não querm da vida!!! Parab´ns pela lind familia!!

Bjos no ♥

Giuliana: disse...

Que lindo este post!

Tanto amor incondicional que chega a contagiar. Parabéns pelos lindos filhos que tem!

Beijos.

Fernanda Reali disse...

Saem do mesmo forninho, mas cada um tem a sua própria forma, né? Eu percebo claramente as diferenças, mas não sei como elas surgem. Gostei do teu tom amoroso, mas não gostei da parte em que fala que chorou muitas vezes. Não precisas chorar, presta atenção nesta frase e veja o que podes fazer para chorar cada vez menos.
Beijoooo

Telma Maciel disse...

Aown... lindo o post!!!
É, amiga... cada criança é de um jeito. Sofia é espevitada e cheia de inteligência e esperteza! Me assusto com ela às vezes! Mas não tenho outro filho pra comparar, dizer o que são diferentes, iguais etc... Mas acho isso importante: reconhecer que são diferentes e não tentar fazer com que sejam iguais!
Um beijão!

Elenice Laet disse...

Que lindo!
Sou mãe de uma menina...
Nossos filhos são presentes de Deus!
Bjk...tudo de bom!

JuTamoTVendo disse...

Amei o post .. simplismente Amor de mãe, único e acolhedor!
Sou mãe de dois meninos, são meu Tudo!

Bjus

Iara disse...

Ba Lola, assim não vale, li um post e ri até não mais pode, fui ler o outro e pronto me levaste as lágrimas.
Lola, como o inicio de tua história é a minha também, tive ou tenho sei lá, todas essas coias ai que que tens e meu marido também. Lutei anos por um filho, no meu caso a ciência foi mágica.Conheci meu médico o Dr. Alvaro Petracco, que amo incondicionalmente, pois me deu os melhores e maiores presentes de minha vida. O Alvinho (Alvaro em homenagem a ele) e a Gabi (Gabriela, minha princesa encantada), meu filho tem hoje 21 anos, minha filha 17, nossa são minha vida, não sei o que seria de mim, ou se seria alguém se não os tivesse.Me emocionei demais com tuas palvras, o que mais dizer, agora sei porque me encantei tanto contigo, assim tão depressa, és especial demais mesmo.
Todo meu carinho, e a nossos filhos amados, a felicidade, pra que mais né?