15 de jul de 2014

Xoximilco - Viajando e aprendendo!

Vocês sabem que voltei a pouco tempo do México, onde passei alguns dias na deslumbrante Cancun. Essa foi a segunda vez que fui pra lá, mas como a primeira foi a quase 20 anos atrás, visitei coisas diferentes e me pareceu uma nova viagem!
Uma das atrações atuais de Cancun, que faz parte do complexo de parques temáticos da região, sendo eles Xcaret, Xel-Ha, Xenotes, Xplor, é o parque Xoximilco.
Fotos reais dos barcos ou trajineras de Xochimilco - Google Images
O local é uma homenagem fiel a um dos distritos da Cidade do México, Xochimilco, local com rios e lagos formando canais como se fosse a cidade de Veneza na Itália.
Trajineras nos canais de Xochimilco - Google Images
Nessa parte da Cidade do México, a Xochimilco, com ch mesmo, original, pela sua rede de canais, existe uma tradição belíssima por lá. A forma de transitarem pela região era justamente pelos rios, com barcos muito parecidos com as gôndolas de Veneza, só que maiores e chamadas pelos mexicanos de trajineras (pronuncia-se traquineiras).
Em Xochimilco, o transporte de pessoas, mercadorias e comércio é feito todo através das trajineras, atravessando os canais da cidade. Inclusive as festas são feitas dessa forma: sobre as trajineras!
Nos barcos todos enfeitados com flores e com placas homenageando as regiões do México, as pessoas comem, dançam, trocam mercadorias e se divertem! É como uma grande quermesse toda feita em cima de barcos!
Segundo nosso guia, Xochimilco ficou tão famosa por essa grande festa ou fiesta mexicana, que virou patrimônio histórico da humanidade. E porque não trazer as tradições festivas em cima de barcos que ocorrem na Cidade do México para perto da Riviera Maya, em Cancun? Foi isso que esse complexo de parques fez! Abriu o parque temático com canais artificiais imitando belos rios chamado de XOXIMILCO (agora com X. rsrrsrsrs)
O lugar é super caracterizado com cores e com a alegria mexicana. Tudo é muito bonito, cheio de flores! A arquitetura lembra muito os filmes antigos do Zorro, com casas de pedra, em estilo espanhol.
Ao entrar no parque Xoximilco, a gente é recepcionado por cantores e seus violões. Não são mariachis, o que achei bem bacana, já que mariachis é muito estereótipo pra cabeça né? rsrsrs
Ali nos indicam o lugar dos banhos ou banheiros onde devemos passar um repelente com cheirinho de citronela para evitar as picadas de mosquitos, já que o lugar é cercado por mato e lotado de água formando os tais canais. Ambiente bem propício aos borrachudos chatos! Aff!!
Depois de nos lambuzarmos com o tal repelente que nos fornecem, somos encaminhados a um grande salão, todo colorido, onde podemos escutar mais músicas mexicanas tocadas por músicos ao vivo e saborear um delicioso suco de tamarindo ou água de jamaica, que pra mim era um suco de cranberry. Tinha  mesmo gosto!
Ali também comemos um petisco típico do México: milho cozido com queijo ralado e muuuuita pimenta! Fica parecendo uma sopinha! Eu só provei porque sou avessa a pimenta forte. Enquanto isso, os barcos ou trajineras são preparados para nos receber.
São nessas trajineras que percorrerão todo o passeio no parque! Ali vamos jantar, beber, dançar e ouvir sobre a história da verdadeira Xochimilco e suas tradições festivas.
Nosso barco era lindo! Todo colorido e enfeitado!
Ali as mesas são unidas e cada um tem seu local para sentar. Tudo muito ajeitado! 
A geladeira cheia de cerveja, tequila, água e refrigerantes, fica no meio da mesa, em compartimentos. E a gente mesmo se serve à vontade!
No inicio do passeio, onde a trajinera é guiada por um marinheiro que rema pelo rio artificial, recebemos apoio e ouvimos histórias do nosso guia, que vai junto conosco no barco.
E dá-lhe comilança!
Primeiro foi nos servido aperitivos típicos do México como guacamole, nachos, queijo derretido e grilos fritos chamados Chapolins. Claro que fiquei só no guacamole mas os meninos comeram os grilos e falaram que tinha gosto de orégano. Ecaaaa!
Depois dessas comidinhas e com nosso barco em movimento, é hora de escutar mais música e apreciar o passeio. 
Tinha até uma linda capela, mostrando a fé dos mexicanos com Nossa Senhora de Guadalupe, sobre o rio artificial. Lindo!
Até que paramos colando em outro barco onde se encontravam cozinheiras e garçonetes que nos serviram uma espécie de entrada. Essa sim estava deliciosa! Tinha saladinha dentro de uma fruta que me lembrou o maracujá, ceviche de carne de porco com muita cebola e mais guacamole. Muito bom!
Mais passeio, mais bebida, mais história e mais música, é hora dos pratos quentes. Comemos frango cozido, carne de vitela, um arroz todo cheio de especiarias e tudo feito a moda mexicana. Estava diferente mas gostoso! Só não curti um cozido de carne de boi feito dentro da folha de bananeira. Achei que tinha um cheiro forte e não gostei.
Perto do final, somos convidados a nos retirar do barco para podermos fazer um xixi, fumar um cigarro, e é lógico, eles arrumarem a trajinera para a sobremesa.
Foi nos servido café forte, água bem geladinha e essa seleção maravilhosa de doces tipicos maias!
Eu amei uma bolachinha que é a nossa hóstia católica recheada com doce de leite de cabra. Delicioso!
Vale muito o passeio!
Foi maravilhoso conhecer mais um pouco da história o México, suas comidas e tradições.
Tudo acontece no final de tarde e adentra a noite, onde o passeio dura aproximadamente 3 horas, com jantar, bebida e música à vontade! Quando fechamos o passeio, já pagamos o transporte em van até o parque e sua volta na mesa van para o Hotel.
Gostaram???
Beijos
Pin It Now!

2 comentários:

Vera Moraes disse...

que da hora!!! Muito lindo os barquinhos coloridos!!! Gostei do lance das bebidas ficarem a mão!!! Parece ser uma passeio muito gostoso e divertido!!! bjus!

Fernanda Reali disse...

Gostei de tudo, menos de comer grilo, eca! ese tem gosto de orégano, prefiro comer pizza hehehehe Beijooooo