22 de mai de 2012

Receita de como conhecer uma pessoa.

Nascemos, crescemos, vivemos, reproduzimos e morremos. Fim. Fim??? Não é bem assim. 
Nesse meio aí da vida, conhecemos várias pessoas que irão também determinar o curso da mesma. Através das experiências que temos no convivio com os outros, formamos nosso jeito de pensar, nosso modo de agir e até determinamos como será nosso futuro. O ser humano tem esse poder, usando os sentimentos, as impressões e a inteligência, de se reprogramar!
Por isso mesmo as pessoas são tão complexas. Tem gente que gostamos logo de cara. Outros, podem nos cobrir das maiores gentilezas, que nunca vamos gostar. Tem aqueles que conquistamos aos poucos. Outros que nunca conseguimos nem nos aproximar. E tem aquelas pessoas que gostamos, confiamos e temos carinho mas, que através de alguns acontecimentos por aí, percebemos que não é nada daquilo que imaginávamos: nem a pessoa, nem os sentimentos dela conosco.
Como conhecer realmente alguém? 
Pergunta difícil demais e acho que ninguém tem a resposta exata. Mas seguem aí algumas "receitas" que nos facilitam na identificação dos "tipos" por aí. rs
Minha sábia avó sempre dizia: Quer conhecer alguém? Viaje com ele!
E ela tinha total razão! Tanta gente que admiramos e gostamos, que temos uma grande amizade, mas na primeira viagem juntos a gente passa, digamos, a detestar a pessoa! Numa viagem, temos a tendência de mostrar nossas manias, nossas obsessões, nossas preocupações e nossos medos bobos. Por exemplo: eu odeio qualquer tipo de inseto. Da mais inocente borboleta a terrível baratona cascuda! Viajar para um lugar que eu precise acampar e dormir em contato direto com milhões desses seres, me transforma na pior pessoa desse mundo! Fico medrosa, besta, irritada. Quem me conhece numa viagem dessas claro que vai começar a me odiar! hahahaha Outras vezes temos surpresas maravilhosas com pessoas que "não vamos muito com a cara", mas durante uma viagem, se tornam ativas, super bem humoradas, engraçadas e do tipo "topa tudo". A pessoa cresce 500% no nosso conceito!
Outra dica fácil pra conhecer uma pessoa é emitir uma opinião diferente, seja ela qual for. 
 Tem gente que nunca aceita a opinião diferente da dele. Tem tolerância zero pra critica e odeia ser contrariado. São pessoas que não admitem que o mundo tenha várias cores poque elas admiram só as primárias. Confesso que demoro muito a identificar essas pessoas, não porque sou distraída ou porque não entendo direito as coisas, mas é que nesse quesito tento dar chances, conhecer mais profundamente, evito ao máximo julgar antes de ter vários subsídios para tal. Fico esperando, como uma grande amiga minha sempre fala, a Fernanda Reali: "Não espere que um pessegueiro dê laranjas." Mas quando eu descubro percebo que essas pessoas seguem um padrão: encrequeiras master! hahahaha São assim: você está ali, numa roda de amigos, batendo um papo bobo, descompromissado, falando do tempo, da cidade ou até de algum assunto como futebol, novela ou o bafão do dia. Coisas que, no fundo, nada tem a ver com a vida de ninguém daquela roda, que não mudará a vida de ninguém no mundo. Papos para acompanhar cerveja, sabe? Daí a pessoa entra na conversa já empunhando uma placa de arauto da moral e bons costumes! Vomita regras, tratados éticos e adora o politicamente correto. Essas pessoas geralmente se exaltam e levam a coisa toda para o lado pessoal. Todas, observe bem, todas as pessoas desse tipo sempre tem a seguinte frase: Não julgue porque um dia poderá ser julgado! Mas elas são as primeiras a fazer infinitos julgamentos, seja lá de quem for! Chega a ser engraçado observar essas pessoas! Arrumam briga com todo mundo, mesmo que o mundo todo nem tenha a chamado para a conversa e muito menos para o pau! 
Sobre esses tipos eu penso assim: vou observando, ponderando as qualidades e defeitos da pessoa, porque ninguém é totalmente bom e muito menos totalmente ruim. Quando eu observo que esse defeito da não aceitação do outro, da crítica, do barraco a qualquer preço, não há qualidade que supere o mesmo! Tais pessoas são aquelas para serem colocadas ali, no limbo, porque no final é ali que ficarão mesmo. No esquecimento.
Outra dica é desabafar. Se você fala para os outros o que pensa, como se sente, observe. Aqueles que tomam partido, que conversam contigo, que te dão um ombro pra chorar, que te ouvem, te surpreendem positivamente! Ás vezes a gente conhece um monte de pessoas super legais, mas no primeiro "ai" que vc solta, a maioria nem dá bola. É aí que vc vê quem te considera de verdade, quem te gosta. E, acredito, tenho recebido gratas surpresas nesse quesito aí! Pessoas do bem, que não aceitam tudo o que digo, mas sempre demonstram carinho e respeito. Essas eu vou lembrar e levar pra sempre, mesmo que viva anos até completar o ciclo da existência.
Beijos

Pin It Now!

22 comentários:

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Não é fácil mesmo conviver com diversos jeitos, opiniões, gostos de pessoas diferentes.
Essa dica da viagem é certeira: ou vc continua amando ou passa a odiar de vez... kkkkkkkkk!
Bjns

Cris Guimarães disse...

Gostei especialmente da dica de "emitir uma opinião diferente da pessoa em questão". Seja a respeito de um assunto, seja respeito de outra pessoa. Não gosto disso de "ou fecha comigo ou está contra mim". Fazer isso, é pedir para ser excluído do meu círculo de amizades.

Adriana Balreira disse...

Lola,
sua avó era muito sábia. Também acho que numa viagem a gente acaba conhecendo a pessoa do jeito que ela é, sem mascaras.
E o segundo tipo é tão previsivel...Mas as pessoas tem mania de achar que vão mudar, que podem ser pessoas melhores. Mas que nada, se adoram um barraco mais dia menos dias vão armar barraco com vc também. Detesto gente assim. Que não conseguem aceitar opiniões contrarias as suas. Misericórdia!!!
Pessoas assim não consigo ter uma amizade mais profunda, tendo ser cordial e só.
Mas vamos que vamos e o bom é que a gente acaba vendo quem realmente é nosso verdadeiros amigos.
Beijos
Adriana

Fernanda Reali disse...

Eu acredito que algumas pessoas se alimentam da energia de outras. Independentemente de serem boas ou más, é mais forte do que elas.

Sinto no teu texto um tom de decepção, como se nao esperasse atitude negativa dessa pessoa.

Infelizmente, nesses casos, acontece exatamente como a fábula do escorpião. Ele nao quer picar o sapo, mas ele pica e envenena o sapo, porque é da essência do escorpião lançar veneno.

http://www.fabulasecontos.com.br/?pg=descricao&id=106

bjs

Chris Ferreira disse...

Oi Lola,
realmente essas são ótimas maneiras de se conhecer uma pessoa.
A Fernanda sempre sábia. Tanto na sua citação no post quanto no comentário dela.
Quero te ver bem e feliz sempre.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

Indy disse...

Ola Lola!
Senti que seu post foi mais um desabafo ( ou estou errada?)
Mas a vida é assim, ao longo da jornada vamos nos deparar com diversos tipos de pessoas, e eu acredito que tudo na vida é um grande aprendizado.
Beijokas

Stella Bonie disse...

Oi Lola! É um prazer te conhecer.
Meu pai diz o seguinte:cachorro não casa com gato, também ajuda a conhecer certas pessoas.
Beijo grande.

Crys Leite disse...

Oi Lola! O ser humano é um bicho complicado de se lidar. Se tivermos como base o respeito tudo fica mais fácil. Odeio pessoar que se acham as únicas certas no mundo, mas respeito quem quer ser assim, porém tenho o direito de me afastar dessa pessoa. Gosto de pessoas com opinião, mesmo que eu não concorde com o que ela diz, gosto de pessoas abertas ao debate. Já me decepcionei com algumas pessoas que diziam uma coisa e faziam outra, mas acredito que tudo na vida tem um lado bom se Deus colocou esse tipo de gente no meu caminho é porque eu precisava disso. E gosto de vc de graça viu? Beijão!

Emanuele disse...

Decepções acontecem todos os dias. E são elas que nos fazem pessoas melhores, pois assim, saberemos avaliar as outras que encontraremos depois ao longo da vida. As vezes precisamos disso sim...
Beijos!!!

Claudiene M.A. Finotti disse...

Oi Lolita!

Eu super te entendo, já senti isso na pele. Eu já disse que rede social pra mim é festa, que vim na net a passeio. Claro que levo as pessoas e seus sentimentos a sério, claro que aqui também me serve pra divulgar/discutir assuntos sérios como solidariedade e adoção, mas de resto quero me divertir. De chatice já basta aquilo que aguento todo dia no trânsito e trabalho fora e doméstico. Quanto eu acabo minhas tarefas e venho aqui quero leveza e só.

Desde que o mundo é mundo o povo briga por terem ideologias diferentes, uns até matando. Não vêem o caso daquele profeta que nem ouso dizer o nome porque não sou louca, hehehe, que basta alguém proferir alguma palavra contra já é desencadeada uma guerra literalmente falando?

Conheço gente que briga por política e partidarismo, enquanto que os políticos estão lá se abraçando e roubando juntos dos babacas brigões.

Conheço a intolerância religiosa de perto, ô se conheço...

Mas nesse caso seu eu me senti no jardim de infância, quando os amiguinhos tomam partido dos personagens do desenho animado e discutem pra disputar o qual é mais poderoso ou a mais linda.

Isso não combina comigo, não mesmo!

Eu já fui hostilizada por comentar mal de BBB, atriz, etc. Agora veja, se não pouco nem a mim mesma das críticas, porque pouparia Xuxa, que é muito pior que eu????Hein? rs rs rs (tá, ela é mais rica e usa mentex no lugar dos dentes, admito).

Beijão, adoro seu jeito, concordando comigo ou não.

Clau

Um espaço pra chamar de meu disse...

Post super verdeiro, concordo com ele... viajar é derradeiro mesmo,rsrsrsrsrs... as opiniões nem falo nada, é batata...
No mais é quase impossivel conhecer alguém por completo mesmo,eu já tive surpresas boa e ruins neste mundo virtual, e agora estou aprendendo a selecionar e pra mim as redes sociais são diversão, se começar a virar chateação largo de mão, da rede ou das pessoas...Bola pra frente e bóra rir da vida que ela já é bem complicada...Bjs, Lola!!!

Má! disse...

Que delicia ler esse seu texto, era oq eu estava precisando nessa semana rs
Eu sofro muito com os relacionamentos de amizade pois me entrego muito e depois fico com raiva de mim mesma por ser tão tola.
Na verdade a gente sempre acha que dá mais dq recebe e é sempre assim rs

Identificar as pessoas é um grande passo!

Bjo Bjo

Turquezza disse...

Ai menina, como entendo!
Sou (aliás, era) daquelas que dão o ombro, escutam, choram junto. Quer dizer sou a FORTE! Todos gostam de mim.
Mas um dia ........ eu fiquei FRACA, por um motivo seríssimo, e ...... todo mundo se afastou!
Demonstrar FRAQUEZA fere os brios.
Vivendo e aprendendo!
Beijos.

Margaret disse...

Olhe moça, eu sempre gostei de tu de graça (mentira viu, gosto porque tu é despachada e pornografica...rs)
e se eu nao tivesse com minhas pernas tão bambas neste momento iria levantar pra te aplaudir de pé.
Mas, to aplaudindo deitada mesmo ta?
E sabe? O bom desta vida é quem a gente conquista e quem conquista a gente. O resto? é só resto...

Ju Ramalho disse...

Lola,


Eu ando decepcionada com muita coisa e pessoas e talvez o fato de estar mais na minha, nas redes sociais seja isso....

Eu gosto de viver em paz, de poder ter minha opinião respeitada, até porque o direito de expressão é o princípio e o fim de toda a arte.... Penso que até reservar o nosso direito a pensar, mesmo pensar errado é melhor do que não pensar. ..

"Não concordo com o que dizes,mas defenderei até a morte o teu direito de os dizeres."

Essa máxima acima é algo que não vejo nas redes sociais, o que vejo é um bando de gente ignorante, mal educada que não sabe discutir, opinar, e respeitar. Tanto que ando deletando sim esse povo, porque se não sabe respeitar então pra mim não me serve... e quero vir na net pra desestressar, e depois que andei retirando uns entulhos virtuais ando me sentindo mais leve.

E quer saber? Depois que fecho o notebook, tablet seja o que for me sinto aliviada porque sei que ficarão todos ali fechadinhos e não irão vir aqui pro lado de cá kkkkkkkk

Eu prefiro qualidade a quantidade, e gosto de poder ter minha liberdade de fazer ler escrever o que quiser e não vai ser uns manés zé povinhos da inquisição que irão me dizer o que devo fazer, me comportar e o etc e tal da puta que pariu e tal, pronto kkkkkkk

A hipocrisia é uma merda Lola. E tem muita gente com ela na cabeça. Não sei quem foi ou quem foram as pessoas, nem desejo saber, mas eu sofri muito isso, sabe e hoje vivo bem porque o que não me acrescenta ou não me agrega valor corto fora, ser amigo de verdade é saber respeitar e quando nos faltam com o respeito, eu sinceramente aviso, se não gostar ou continuar com indiretas eu dou um pé na bunda e me alivio kkkk.

Me acham diferente por não pensar como todos... Dizem que sou chata por não concordar com a maioria... Acham que eu devo mudar, meu jeito, minha postura, mas esquecem de ver a própria consciência, para esses eu mostra minha língua e minha bunda kkkkkkk , bjo Lolex

Elaine Lobato disse...

Ahahaha Lola tava pensando nisso! há pessoas que se satisfazem em discordar criar polêmica, não sabem ser espirituosos, verem o lado leve de uma situação, mas na verdade eu corto logo qualquer tentativa de polemizar ou ganhar espaço comigo ahahhaha
Parece que estamos vivendo num mundo da censura social, não sei se vc me entende mas não vejo diferença em "censura" e "politicamente correto" parece que temos que ser sempre polidos, aceitar tudo nos é imposto! Fico pensando o que seria de Gil Vicente e de Gregório de matos , que em suas obras faziam sátiras da sociedade hoje?

bjs

**Lih** disse...

Oi Lola,

A especie que eu mais abomino é a ultima, quando você esta precisando ser ouvida e a pessoa simplesmente não ta nem ai, é frustante!

Otima quarta!

Beijos!

Meri Pellens disse...

Querida, vc falou tudo que eu queria dizer porque estou passando por essa situação. Andei a sua procura, na verdade, sabia? e tenho quase certeza q vc é a Lola que eu procurava, a q sofreu a mesma decepção q eu. Mesmo assim, desculpe se não for vc rs...
Por causa do papo do dia vem aquele(a) querendo dar lição de moral, enfim, olha a coerência, dizem p não julgar mas nos julgam kkkk... Depois dizem q estamos com mimimi, mas poxa, se fosse alguém que éramos indiferente, mas estimávamos, curtíamos, líamos, comentávamos, enfim. Isso magoa sim. Estou muito decepcionada. Muito mesmo. Mas foi bom, assim sabemos bem quem essa pessoa é de verdade.
Beijinho....

marciagrega disse...

Essa dica de viajar com a pessoa achei o máximo! Ou você se encanta ou desencanta de vez...

Um abraço!
http://marciagrega.blogspot.com

Pepa disse...

Oi Lola, é a Vi,eu penso que nunca conhecemos ninguém, nem a nós mesmos, tanto que mudamos de ideias, de opiniões, de gostos..
Sem contar os inúmeros conflitos interiores que temos..
Imaginar que conhecemos alguém é querer acreditar em uma fantasia, em algo que nossa mente cria para nós sentirmos felizes.
Relacionamentos, sejam quais forem tem que estar alicerçado no respeito mutuo, eu tenho que ver (e ser vista) como um ser igual, quando uma das partes olha a outra com alguma inferioridade, nunca esse relacionamento vai dar certo.
Muitos beijos,Vi

Jussara Neves Rezende disse...

Lola, muito sensato o conselho de sua avó. Numa viagem as emoções costumam ficar à flor da pele e fica nítido se temos algo em comum ou não com a pessoa...
Mto bom o post!
Jussara
minasdemim.blogspot.com

http://claudiaaoextremo.blogspot.com/ disse...

Minha bisavó dizia que na Espanha se fala que mesmo que vc coma um saco de sal ao lado de alguém , ainda assim vc não conhecerá totalmente a pessoa
Infelizmente são raras as pessoas que sabem ouvir, que sabem respeitar a opinião dos outros
Uns usam tão bem as máscaras que quando elas caem pode ser tarde demais..
Dificil acreditar, confiar, entender...o ser humano..